A sua cultura é sua mesmo?

Daniel 1:3-9


O rei ordenou que Aspenaz, o chefe de seus oficiais, trouxesse ao palácio alguns dos jovens israelitas da família real e de outras famílias da nobreza.
Disse o rei: “Escolha somente rapazes saudáveis e de boa aparência, que sejam instruídos em diversas áreas do conhecimento, que tenham entendimento e bom senso e sejam capacitados para servir no palácio real. Ensine a esses jovens a língua e a literatura da Babilônia”.
O rei determinou que recebessem, de suas próprias cozinhas, uma porção diária de alimento e vinho. Os rapazes seriam treinados durante três anos e depois passariam a servir ao rei.
Daniel, Hananias, Misael e Azarias, todos da tribo de Judá, estavam entre os escolhidos.
O chefe dos oficiais lhes deu novos nomes babilônios: Daniel passou a ser chamado de Beltessazar; Hananias, de Sadraque; Misael, de Mesaque; Azarias, de Abede-Nego.
Daniel, porém, decidiu não se contaminar com a comida e o vinho que o rei lhes tinha dado. Pediu permissão ao chefe dos oficiais para não comer esses alimentos, a fim de não se contaminar.
Deus havia feito que o chefe dos oficiais mostrasse compaixão e simpatia a Daniel.

Daniel foi levado cativo a Babilônia para servir aos interesses do rei, entretanto não se corrompeu e não se contaminou com os manjares oferecidos, ao contrário, procurou ter uma conduta que agradasse a Deus.


Podemos estar vivendo “em mundos” que não são nossos, mas independente do lugar onde estamos, o que importa é o que está em nossos corações.

Deus nos chama para sermos agentes de transformação, seja no ambiente familiar, social, profissional.


Qual tem sido nossa conduta nos ambientes de desafios e lutas?


O posicionamento alinhado aos princípios de Deus nos levam a lugares de autoridade, por isso não podemos estar imparciais em situações que estejam nos desafiando.

O desânimo e a apostasia podem nos levar a idolatrar coisas ou pessoas.


Daniel se posicionou e sua atitude foi de não se deixar influenciar pelos hábitos e costumes idólatras da Babilônia. Daniel tinha o registro de sua cultura impressa no coração.

A bíblia nos instrui a guardar nossos corações e assim ficarmos protegidos contra todos os desejos deste mundo. Isso dependerá exclusivamente do nosso posicionamento.

Deus tem conquistas sólidas para nós, não podemos nos apegar a conquistas frágeis e passageiras. Devemos optar por caminharmos com pessoas que nos orientam e nos aproximam do Pai.


Não podemos nos render a cultura do mundo, precisamos nos posicionar como filhos de Deus e nos conectar com pessoas corretas.


Mas, lembre-se, tudo faz parte de um processo. Comece hoje, honre a Deus, confie Nele e entregue-se de todo seu coração.

Assim como Daniel, ame ao Senhor, e tudo te irá bem!


Bases Bíblica:

Daniel 1: 3 – 9

Deuteronômio 28: 13

Romanos 8: 28 – 29

Daniel 1: 7-8

Provérbios 4: 23

João 17: 15 – 16

1 Coríntios 15: 33

Daniel 1: 17-21



Pr. Edu Olveira




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo