Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á


Lucas 11 - 9 a 13

...E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?
Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?...

Hoje Deus quer que lembremos que Ele é um Deus de bondade, que é Nosso Pai e que tem prazer em nos abençoar.

Nesta passagem Jesus nos ensina uma chave para que alcancemos estas bençãos: A oração.

Quando Jesus fala: pedi..., buscai..., batei..., estes verbos indicam continuidade, ou seja, em primeiro lugar devemos ser perseverantes em nossas orações.

Estes três verbos usados nesta passagem mostram-nos níveis de oração, ou melhor, formas de oração.

1- "Pedi..." - significa colocar diante do Senhor sua necessidade, expressar a Ele os desejos de seu coração, como uma criança pequena que pede ao pai um brinquedo, um doce, confiando que ele dará.

2- "Buscai..." - já é uma petição mais intensa, mais madura, aonde já não pedimos só a nossa necessidade, a nossa vontade, e sim passamos a buscar a vontade de Deus e nos submetermos a Ele, e a Sua vontade.

3- "Batei..." - Fala da perseverança na busca, quando Ele não responde imediatamente, do clamar, da reivindicação, como quem diz: "SENHOR TENHO TE BUSCADO, TENHO BUSCADO TUA VONTADE, TENHO BUSCADO AGRADAR-TE, ESCUTA-ME SENHOR, ATENDE-ME SENHOR!". Este clamor, estas súplicas são lícitas se verdadeiramente estivermos buscando a Deus e não somente suas bençãos.

Muitos não seguem esta trajetória. Pedem, e se Deus imediatamente não atende, desistem.

Outros tentam buscar a vontade de Deus e acham muito difícil, sentem-se presos e preferem a "liberdade" para seus próprios projetos e desejos em troca de encontrar o maior tesouro que pode haver na vida de um homem: VIVER NO CENTRO DA VONTADE DE DEUS. O centro da vontade de Deus representa a vontade genuína de Deus, do Pai Celeste. É um lugar de provisão, paz, amor em abundância.

Outros pedem, buscam, mas quando vão bater, clamar, reivindicar, estão cheios de indignação contra Deus, dizendo: "PORQUE O SENHOR DEMORA TANTO? É MUITO DIFÍCIL TE AGRADAR, ESTOU CANSADO"; e como um mendigo que toca a campainha e não tem paciência para esperar vai embora, enquanto o dono da casa demorava porque preparava para ele o melhor.

Alguns então se perguntam: "Porque Deus não atende logo no primeiro pedido? Ele não tem poder para isto, então porque não faz?"

R: Porque Deus é um Pai. Precisa nos ensinar a ser filhos. Precisa nos ensinar o que é certo e o que não é. Precisa tirar de nós o que trazemos do mundo, como maus hábitos, falhas de caráter, precisa nos libertar, nos curar de nossas feridas de alma, para que possamos desfrutar das bençãos que Ele nos dará e não as percamos depois de recebê-las por não estarmos preparados para elas.

Por exemplo: uma criança de sete anos quer ter um celular igual ao de seu irmão mais velho de 18 anos.

Será que como prova de amor e para mostrarem que não há diferença entre o amor que sentem por elas, os pais deveriam dar a uma criança de sete anos um celular de verdade?

É evidente que não! Pois assim Deus nos ensina, "há um tempo perfeito para tudo debaixo do céu" (Eclesiastes 3).

Deus, neste processo, quer imprimir em nós "caráter espiritual" de filhos, as Suas virtudes como Nosso Pai Celeste, como a fidelidade, mansidão, domínio próprio, longaminidade e todo o fruto do Espírito Santo que Ele promete que nos dará no versículo 13.

A palavra de Deus refere-se ao Espírito Santo como Conselheiro, Ajudador, ou seja, à nossa disposição para nos levar a desfrutar da plenitude das promessas de Nosso Papai.

Portanto não desista de pedir, buscar e bater.

Somente creia que as suas bênçãos chegarão na hora perfeita!


Deus te abençoe, Amamos vocês,

Apóstolos Fábio e Claudia Abbud



175 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo