Unidos e cheios de compaixão

II Reis 4: 1 a 7

E uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos.
E Eliseu lhe disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.
Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas.
Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia.
Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia.
E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Traze-me ainda uma vasilha. Porém ele lhe disse: Não há mais vasilha alguma. Então o azeite parou.
Então veio ela, e o fez saber ao homem de Deus; e disse ele: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto.

Este milagre realizado pelo profeta Eliseu, nos revela a importância de reconhecermos que Deus se manifesta através de homens que creem Nele e que decidiram servi-lo, através de amar pessoas, levando a palavra de fé e esperança.


Quando Jesus subiu aos céus, Ele comissionou seus discípulos, a pregarem o evangelho e fazerem discípulos. Esta missão se resume em pregar o evangelho da Salvação, falar do amor e do perdão incondicional de Deus, e fazer dos que escutam esta pregação um discípulo que decida fazer a mesma coisa.


O versículo 1 diz que uma mulher esposa de um dos discípulos de Eliseu buscou o socorro do profeta Eliseu, pois por ter uma dívida, acabaria tendo que entregar seus filhos aos credores para que fossem seus escravos.


Seu marido havia morrido e a viúva que se achava em aflição, recorreu ao seu líder espiritual (o profeta Eliseu).


Todas as vezes que com fé e obediência, buscamos a Deus, através de homens e mulheres de Deus, somos direcionados e abençoados por Deus através deles.


A viúva, discípula de Eliseu, recebeu direção para exercitar sua fé, recebeu instruções específicas de como agir para ter revertida aquela situação de embaraço. (Repare que as orientações aparentemente pareciam sem nexo. Ela tinha apenas uma vasilha de azeite. Como uma vasilha encheria várias vasilhas?).


Este relacionamento que se desenvolve entre o discipulador e discípulo, deve envolver obediência, confiança e amor.


Se isto acontecer haverá sempre a direção e a unção de Deus e nossas necessidades serão supridas.


No versículo 2 o líder Eliseu pergunta à esposa de seu discípulo falecido: Que te hei de fazer? Que representa: Em que posso te ajudar?


Este relacionamento requer que estejamos atentos às necessidades das pessoas, que compartilhemos com elas seus problemas e suas vitórias, como está escrito: Chorai com os que choram e alegrai-vos com os que se alegram”.


Há uma linda revelação no versículo 2 quando Eliseu pergunta: O que é que tens em casa?” e a viúva responde: “Tua serva não tem nada em casa senão uma botija de azeite”.


Há momentos na vida, em que olhando para as coisas que estão ao nosso redor, sentimos não termos mais ao que recorrer.


É como a situação daquela mulher: seu marido morreu, ela não tinha dinheiro para pagar suas dívidas, sua família estava ameaçada, mas o profeta a fez lembrar que ela tinha fé em Deus que se compadece dos aflitos e que se manifesta através de homens enviados por Ele.


A única botija de azeite que havia em sua casa, significa o último e principal recurso que temos, a FÉ e em consequência desta FÉ, a presença e a unção do Espírito Santo que jamais abandona aqueles que creem em Jesus.


Se porventura perdermos TUDO nesta vida, menos a fé em Deus, então não perdemos NADA! Quando tudo aparentemente está acabado, é essa fé, a oração, o jejum, as promessas de Deus a nosso favor e o poder do Espírito Santo que se manifestarão, trazendo soluções completamente inesperadas e sobrenaturais.


No mundo fomos ensinados a viver de forma independente, mas hoje Deus quer nos ensinar a viver sob a orientação de homens que O representam.

No mundo fomos ensinados a resolver nossos problemas sozinhos, mas hoje Deus quer nos ensinar a sermos humildes e pedirmos ajuda àqueles que já têm um relacionamento mais profundo com Deus, que se dispuseram a servi-lo, para que também aprendamos a servir a outros.

A verdadeira igreja, como Deus idealizou e nos ensinou através de Jesus, requer que líderes e discípulos estejam unidos em espírito, para que a vontade de Deus se realize na vida de todos, e muitos milagres extraordinários se estabeleçam.


Vamos viver desta forma, como igreja unida e cheia de compaixão e assim seremos alvo dos grandes milagres de Deus!



Apóstolos Fábio e Claudia Abbud



PALAVRA DE PROSPERIDADE


Meus amados irmãos, considerai motivo de júbilo o fato de passardes por diversas provações. Porquanto sabeis que a prova da vossa fé produz ainda mais perseverança. E a perseverança deve ter plena ação, a fim de que sejais aperfeiçoados e completos, sem que vos falte virtude alguma. (Tiago 1:2)


O caminho divino para o êxito passa por dois princípios: fé e perseverança.


São estes princípios que nos sustentam diante das provações.


Desafios financeiros muitas vezes abalam a nossa fé e deixamos de acreditar na provisão do céu. Quando isso acontece, normalmente desistimos e paramos de semear.


Está palavra diz que a perseverança é uma atitude (ação), plantar é uma atitude. Não colheremos se não plantarmos nossos dízimos, ofertas e primícias.


Igreja El Shaddai Comunidade Cristã

CNPJ 00.915.576/0001-89


Banco Itaú Ag. 0772 Cc. 47.381-5

Pix Itau: 11940093828


Banco Bradesco Ag. 2737 Cc. 32.593-7

Pix Bradesco: 00915576000189




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo