Prioridades

Ap. 2: 2-3

“Conheço você, as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs a prova os que dizem ser apóstolos, mas não são, e descobriu que eles eram impostores. Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do Meu nome, e não tem desfalecido. Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor”.

Ele reconhece nosso esforço! Ele está vendo todo nosso trabalho árduo. Como é bom saber que existe um Deus que nos enxerga e nos reconhece. E, por reconhecer, ele vem e nos diz: PERDEMOS O PRIMEIRO AMOR.


Meu Deus! O que isso significa?


Que devemos fazer tudo como quando éramos novos convertidos? Que devemos viver cantando e pulando por ai? Não exatamente. Deus sabe que como tudo em nossas vidas, a FÉ tem um processo de maturação, passando por inúmeros estágios, portanto não vou me comportar da mesma forma depois de estar 10 anos, 5 anos ou até mesmo depois de 2 meses de convertida. Entretanto, existe algo que nunca podemos perder, que é sobre o que essa passagem vem nos exortar, que deve sempre crescer e nunca retroceder em nós. O que será ? Vamos lá…


Quando lemos a palavra PRIMEIRO dentro do contexto do versículo, não imaginamos qual a origem dessa palavra. Primeiro, neste caso, se refere a PROTOS, uma palavra grega que pode ser traduzida em prioridade, superior, na frente.


Algo que é prioritário em nossas vidas, tem a preeminência em nosso tempo, nossa ordem e tem a maior importância.

Ou seja, por meio desse versículo Jesus nos exorta. Ele deve ter a prioridade em nossas vidas, amá-lo precisa ser uma missão prioritária (leia Mt. 22:38) e Ele deve ter a prioridade em tudo que venhamos a fazer.


Mas por que Deus exige isso? Ele é soberbo? JAMAIS!!!


A resposta é simples, assim como nosso Deus: o verdadeiro propósito da criação do homem foi o relacionamento com Deus. A nossa união com Ele, nos completa, se não entendermos isso, a vida fica fora de ritmo.


Mas você pode estar se perguntando: Poxa, mas eu vou tanto à igreja! Faço célula, trabalho voluntário, frequento todas as reuniões e ainda assim posso não estar priorizando à Deus? A resposta é SIM!


Tê-lo como prioridade significa desenvolver um relacionamento com Ele. Conversar, elogiar, falar sobre seus sentimentos. Pense no seu melhor amigo.

Quando vocês estão juntos, não dá vontade de separar, você quer compartilhar , se divertir e quando ele precisa de algo, você faz por amor.


DEUS QUER SER O SEU MELHOR AMIGO. Nada pode preencher o lugar que é Dele.


Deus é amor e conhecê-lo desperta esse amor em nós (I Jo 4:7 -8). A palavra ainda nos diz que quem não ama, não o conhece!!

Quanto mais nos conectarmos a Deus, mais teremos prazer em fazer as coisas para Ele. Imagina só, fazer toda obra, que talvez você já faça, só que com mais amor, mais prazer, mais alegria! Ele nos criou para esse propósito, sermos plenos NELE e levarmos essa plenitude a outros.


Hoje, se Cristo não é a sua prioridade número 1, encontre este caminho de volta, e se Ele já é, ore e proteja essa relação como um tesouro. Não seja distraído, até Davi por alguns momentos, por ceder ao pecado, perdeu a sua comunhão com o Pai. Ele encontrou o caminho de volta, um caminho muitas vezes difícil, mas que existe, e sempre existirá pois Deus é pai e nos ama.


Que possamos viver declarando o Salmo 26:8!!! Amar o Senhor com toda intensidade do nosso ser!


REFAÇA SUA LISTA DE PRIORIDADES, VOLTE PARA DEUS E TENHA CERTEZA QUE GRANDE PLENITUDE E SATISFAÇÃO TE ALCANÇARÃO.


(sermão inspirado pelo Espirito Santo na da leitura do livro “Meu maior Prazer” de Dutch Sheets)


André Kato.




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo