A batalha para acender a luz

Atualizado: Set 13


João 3:16-21

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más.
Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras.
Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.


INTRODUÇÃO


Uma das características do evangelho de João é criar uma atmosfera de reflexão, mais do que relatar fatos, o convite do evangelista é para refletirmos em Jesus.


Quando refletimos, temos nossa fé ampliada. Fé ampliada gera efeitos poderosos e nos permite viver com mais intensidade, é o que Jesus nos promete.


Estamos falando de um livro da Bíblia, talvez menos preocupado com fatos e dados, mas com a intenção de nos fazer meditar e refletir em Jesus, Aquele que veio para nos dar vida plena e abundante.


1. DEUS NOS AMA


João 3:16 - Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.


Independente do tempo de conversão, sempre será desafiador entender a magnitude do amor de Deus.


1. Tem momentos em que você entende e desfruta um pouco melhor.


2. Tem momentos em que as condições do mundo falam mais alto e o nosso entendimento sobre o amor de Deus fica um pouco comprimido pelo medo, ansiedade e insegurança.


O fato é que Deus te ama! Mas mesmo assim, tem hora que tudo parece estar tão difícil.


A Bíblia diz que “o mundo jaz no maligno”, será que é por isso que fica difícil para nós?


Mas esse verso de 1 João também diz que “sabemos que somos de Deus”.

1 João 5:19 - Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no Maligno.


Saber que somos de Deus, e fomos escolhidos por Ele faz toda a diferença.


A nossa crise com relação ao amor de Deus começa exatamente quando nos separamos Dele.


Nós não nos separamos porque o mundo jaz no maligno, nos separamos por que não compreendemos esse amor.


O começo desse entendimento está quando você percebe que Deus confia mais em você do que você mesmo. No verso 17, quando a Palavra diz que o objetivo de Deus não era nos julgar, mas sim nos salvar, Ele está dizendo que tem jeito para você.


Quando Deus entrega seu único Filho por amor a você e abre mão de nos condenar, antes nos mostra o caminho do arrependimento através da graça e misericórdia, isso significa que Ele confia em você.


Por qual motivo temos dúvidas sobre a nossa identidade como filhos, como pessoas escolhidas, como pessoas em quem Deus confia, visto que Ele projetou em você saúde e alegria, bem como, a vida eterna?


Nossa vida neste mundo pode gerar inúmeros comportamentos inadequados perante ao Senhor:

  • Uma mentira sem querer, pois a pressão é cruel;

  • Uma raiva que demora para passar;

  • Uma vontade ver justiça acontecendo com o padrão do homem;

  • A falta de fé pode ser redundante dessa pressão do mundão.


Nossa estadia no mundão pode ser cheia de insegurança com relação ao amor de Deus. Afinal, como entender esse amor de um Deus invisível, mas que é real?


Porque Ele te amou, simplesmente por isso, você não vai perecer:

  • Nem nas suas lutas desse tempo;

  • Nem no seu caminho para a vida eterna!


1 João 4:8 está escrito que Deus é amor.


1 Coríntios 13:4-7 - O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.


Deus nos mostra seu amor através:

  • Da paciência, pois Ele é tardio em se irar, especialmente contra você. A bondade Dele sempre vem antes, para que aprendamos mais da natureza Dele;

  • O amor de Deus não nos maltrata, antes nos salva e nos molda para sermos luz;

  • Deus não tem rancor de nós, embora pecadores, somos amados por Deus;

  • Tudo espera. O amor de Deus espera você, mas também espera que você mude;

  • Mas esse amor, tudo suporta também! Quem foi para a cruz, não estava brincando no ato de te amar!


Todos os dias Ele nos dá condições de seguirmos em frente, mesmo com a nossa natureza incrédula e pecadora.


Lamentações 3:22-23 - As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade.


Todos os dias o que nele crê, tem como decidir não perecer, mas sim, ir em direção a vida eterna.


A fidelidade e o amor de Deus sendo grande, fez com que seu filho fosse entregue na cruz, com o objetivo de preservar a nossa vida nesse tempo, bem como nos levar para a vida eterna.


Por mais que linha de chegada seja a vida eterna, nesta vida temos o compromisso de Deus com o nosso êxito.


Mas muitas pessoas estão perecendo, ou existem áreas das nossas vidas perecendo, não porque Deus falhou, mas sim, por sermos imaturos ou vacilamos na fé.


A imaturidade pode nos fazer amarmos mais os problemas do que o amor de Deus.


Muitos só falam de problemas, pois amam os problemas (?). Não, falam de problemas, pois os problemas competem por espaço no coração.


Mateus 12:34 - Porque a boca fala do que está cheio o coração.


Nós vencemos a imaturidade, quando começamos a colocar mais de Deus e menos dos problemas nos nossos corações.


O primeiro problema que temos que superar é a falta de fé, que nos faz questionar, ou até mesmo esquecer a obra da cruz.


O nosso primeiro problema é esquecer que Ele nos amou primeiro!


Resumindo essa primeira parte:

  • Deus te ama demais e tem interesse em te fazer vencer;

  • Se por algum motivo você se esquecer disso, saiba que as misericórdias Dele se renovam todos os dias;

  • Sempre há como recomeçar;

  • Encha seu coração de Deus e não de problemas; e

  • Deus confia em nós. Deus fez algo impressionante, pois ele acredita em nós.


2. A BATALHA ENTRE O FOCO E A DISTRAÇÃO


João 3:17 - Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.


Deus amou o mundo = você.


Agora, vamos falar de: Deus enviou seu Filho ao mundo = lugar.


Deus enviou seu Filho para um lugar onde jaz no maligno e tem aflições. Ou seja, o mundo não é para amadores!


João 16:33 - Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.


Isso prova o quão Ele te ama, e não quer te deixar sozinho frente ao que o mundo pode oferecer.


Muitas pessoas não entendem e não vivem o amor de Deus, pois decidem caminhar sozinhas, ou agir de acordo com o coração/vontade humana.


Uma rhema importante: enquanto você decidir fazer a cruz valer a pena, você nunca estará só.


Muitas pessoas focam nos lugares e nas coisas que lhes roubam o foco!


Num mundo preparado para nos distrair, o vencedor é aquele que consegue se concentrar em meio ao caos.


Fato é que o mundo enquanto lugar é propício para distrações, falta de foco e pecado.


Distração, falta de foco e pecado visam te deixar só… E sem a presença de Deus, nenhuma companhia lhe será suficiente.


Enquanto as companhias do mundo te julgam, a companhia de Jesus te salva. Enquanto você focar em Jesus, TODAS AS COISAS LHE SERÃO ACRESCENTADAS - Mateus 6:33.


Nesse momento, Deus te convida para uma batalha pessoal entre o foco vs. a distração.


Num território de aflição, Deus nos orienta a ter foco para vencermos. Existe uma batalha do foco vs. distração.


O seu resultado sempre será a quantidade de foco menos a sua quantidade de distração.

Resultado = Foco - Distração.


Se manter focado é uma habilidade que se adquire com conhecimento, prática e repetição.


Como vamos estar focados na vitória?


Com conhecimento, prática e repetição.


Se a nossa prioridade é em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça. - Mateus 6:33 - buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.


● Devemos conhecer a palavra e pessoa de Jesus;

● Ler a palavra, nos exercitando no devocional; e

● Devemos repetir isso diariamente.


Quando você não repete, significa que você não teve foco.


O foco numa vida cujo alvo é a presença de Deus, nos fará menos suscetíveis às distrações.


O próximo passo só fica claro quando você mata a distração.


Algumas pessoas precisam apenas eliminar as distrações.


O que tira o seu foco a respeito de viver o que Deus gostaria que você estivesse vivendo?


  • Muitas pessoas não vivem o pleno de Deus, pois estão sempre se distraindo com a vida das outras pessoas (seja você mesmo. Deixe de querer ser quem Deus não te chamou para ser);

  • Muitas pessoas não vivem o pleno de Deus, pois ainda são amadores na gestão do celular (muita notificação te distraindo).


3. MUDANÇA


João 3:21 - Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.


Esse livro de João tem uma característica reflexiva… E vamos refletir sobre isso:


Quem pratica a verdade aproxima-se da luz.


Quem se movimenta na direção certa, se aproxima da luz (vs. carro a 120km/h na direção errada).


Quem medita nessa palavra de dia e de noite se aproxima da luz.


Josué 1:8 - Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos pros­perarão e você será bem-sucedido.


Falar e meditar: é uma prática.


Os seus caminhos pros­perarão e você será bem-sucedido: é o resultado de quem vive o que Deus o convida para viver (foco - distração = caminhos prósperos e sucesso)


● Através do amor (o que Deus já fez por você);

● Do foco (seus comportamentos); e

● Do caminhar (sua prática de cada dia):

= Deus quer que você se aproxime da luz.


Como você pratica a verdade?


1. Josué 1:8 - meditando - se alimentando da Palavra.

2. Marcos 2:3 - com amigos que te aproximem da luz.


Marcos 2:3-5 Alguns foram ter com ele, conduzindo um paralítico, levado por quatro homens. E, não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o eirado no ponto correspondente ao em que ele estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o doente. Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados.


Marcos 2:11,12 - Eu te mando: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa. Então, ele se levantou e, no mesmo instante, tomando o leito, retirou-se à vista de todos, a ponto de se admirarem todos e darem glória a Deus, dizendo: Jamais vimos coisa assim!


Existem amigos que te deixam na porta do templo. Mas tem amigos que pagam o preço de te deixar aos pés de Jesus.


Muitos precisam rever suas amizades para estarem no lugar onde há luz!


CONCLUSÃO


O evangelho é um convite para mudança, de vida e de perspectiva (resultados).


O evangelho te convida para dar certo. E o preço do seu resultado é a mudança de rota!


É estupidez saber que existe luz para você e continuar cometendo os mesmos erros que te deixam no escuro.


Loucura é fazer as mesmas coisas esperando resultados diferentes.


Mude sua forma de pensar, e viva para entender o que é o amor de Deus.


Mude comportamentos. Foco naquilo que é prioritário para seu crescimento e desenvolvimento.


Mude suas rotinas para que a luz Dele ocupe mais espaço no seu dia.


Mude seu ciclo de relacionamento, se for o caso.


Tem dores que vale a pena suportar em troca de estarmos no caminho da luz. A dor da mudança é uma delas.


Existem coisas que só vão acontecer quando estivermos no centro da vontade de Deus, ou seja, na luz!


Pr. Eduardo Oliveira