Nossa posição e influência neste mundo

Atualizado: Jan 7


(Mateus 5:13 a 16)

Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

Encerramos a palavra de célula da semana passada lembrando desta afirmação que Jesus pessoalmente declarou a seus discípulos, para que neste tempo de festas de final de ano, aonde nos encontramos com muitos familiares e amigos, a colocássemos em prática.

Muitos nesta célula certamente já conhecem essa declaração de Jesus, quando Jesus compara seus discípulos ao sal da terra e a luz do mundo, porém hoje vamos nos aprofundar um pouco no valor dela, através de uma poderosa palavra escrita em 2019 pela pastora Fatima Bauerfeldt:

Nossa posição e influência neste mundo


Uma das grandes inquietações da alma do ser humano é saber qual sua vocação, para que veio a esse mundo, como ser feliz, como produzir algo bom, o que fazer da sua vida... resumindo, dar sentido à sua existência.

Os jovens preocupados com o futuro, e com qual carreira vão seguir. Os pais de família ocupados com o sustento de sua casa, com a educação de seus filhos, todos sempre tentando ser “alguém” nessa vida! Porém, quando entendemos o chamado de Deus para os homens, através de Jesus, percebemos que seja qual for nossa vida, nossa profissão, nossa escolha, temos que estar conscientes de que fomos chamados por Ele com uma missão, SER SAL E LUZ NESSE MUNDO.

Se você até aqui não sabia o valor que você tem, hoje vai sair consciente do quanto você é precioso!!

Nessa passagem Jesus falava a seus discípulos. Veja o início do Sermão do Monte no Cap. 5 vers. 1 (ler). O versículo anterior, Cap.4 vers.25, diz que as multidões o seguiam, porém quando sobe ao monte e se assenta para falar se aproximam dele seus discípulos. Eu e você fomos retirados de uma multidão de seguidores e chamados para ser discípulos, portanto, todas essas palavras são para nós, para que possamos entender o sentido da nossa vida, para o que existimos e o poder que há na Igreja de Cristo!

Toda vez que o inimigo tentar te fazer pensar que você não é NADA, lembre que Jesus te comparou ao Sal e à Luz, mas lembre também que Ele quer fazer de você um discípulo, alguém sujeito à disciplina e ao ensino do Mestre! Alguém consciente de seu chamado e decidido a cumpri-lo. Nessa mesma passagem, no cap. 4, versículo 18, a bíblia fala sobre a vocação dos discípulos. Jesus chama um a um a segui-lo e a ser Pescador de homens.

Quando pensamos no sal talvez nosso entendimento seja limitado. Talvez só pensemos em algo que dá “gosto”, sabor à comida. Mas o sal tem muitas outras propriedades que indicam à importância que Jesus deu à Igreja.

O sal tem propriedades que o faz um elemento acionador, isto é, põe em ação, em movimento, faz funcionar. A Igreja é um organismo vivo que transforma tudo ao seu redor e você e eu fazemos parte dela!

Como elemento estimulador onde o sal é introduzido causa mudança, transformações e não deixa nada permanecer inerte. O sal impõe mudanças!

Embora nossa sociedade esteja visivelmente corrompida, nós como Igreja, comparados ao sal, podemos e devemos usar a autoridade que nos foi concedida por Cristo e trabalhar para livrar o mundo do apodrecimento completo! Como? Orando, ganhando vidas para Jesus, fazendo a diferença em nosso meio, vivendo por princípios, sendo um modelo de integridade, santidade e amor, crendo que tudo pode ser diferente.

Quando Jesus comparou seus discípulos ao sal, a importância desse produto, no contexto daquela época, extrapolava muitíssimo a ideia de valores que temos hoje do sal. Era um produto imprescindível à sobrevivência humana, e essencial a todos os tipos de vida animal. A Igreja de verdadeiros discípulos de Jesus, foi, é, e sempre será o organismo mais forte e investido de poder e autoridade na terra! Sobre tudo e sobre todos!

Além do uso para salgar alimentos não permitindo que estragassem, difundida no Egito já há cerca de 4.000 anos AC, o sal era usado pelos gregos e romanos como moeda em suas operações de compra e venda. A palavra latina salário deriva-se de sal, pois parte dos vencimentos de legiões romanas era paga com sal.

Na Idade Média, o sal era transportado por estradas construídas especialmente para esse fim. Na mesma época, os europeus fizeram fortunas com o sal como tempero.

Até o século 18, a ordem de assento de nobres em uma mesa de banquete era indicada pela posição de um saleiro de prata maciça colocado na mesa. Os menos ilustres ficavam abaixo do sal, mais distantes do anfitrião.

Na área medicinal o sal pode ser usado para amenizar dores, estimular a circulação, aumentar a pressão arterial, combater inflamações. O gargarejo de sal com água morna é usado para amenizar inflamação na garganta e gengivas. O sal reduz também inchaços.

Tantas propriedades teríamos mais para citar, mas o mais importante é que possamos nessa noite entender que somos importantes nesse mundo não só para dar “gosto” às coisas, mas para tratar, preservar, movimentar, gerar, construir um mundo melhor, mais santo, mais puro, para sermos influenciadores de outros, para mudarmos geografias, e fazermos história!

Quando Jesus comparou seus discípulos à luz, com certeza estava revelando que estes não poderiam se esconder, mas precisariam usar todo o potencial e a unção, que Deus derramou sobre suas vidas, para iluminar a vida de outros, e que pelas suas boas obras o nome do Dele fosse glorificado. O verdadeiro discípulo não busca glória para si mesmo, não busca reconhecimento de homens, mas o reconhecimento de Deus, porém, certamente, quando suas boas obras glorificarem o nome Dele, naturalmente, alcançarão também reconhecimento entre os homens!

O verdadeiro discípulo de Jesus é como a candeia do vers.15, que ilumina a TODOS os que estão em volta, e quando estiver presente, as trevas que atormentavam sua casa, sua família, seus colegas de trabalho de escola, faculdade, com certeza irão embora.

Seja sal, seja luz, provoque mudanças, ilumine quem está ao seu redor, e até a você mesmo! Não deixe que trevas, palavras negativas, declarações de que você não tem valor, “não serve para nada”, ocupem nenhum espaço em sua vida!


Sua IDENTIDADE está descrita na palavra de Deus.

Você é LUZ para este mundo e SAL para esta Terra!


Amamos vocês!

Apóstolos Fabio e Claudia Abbud

(Palavra de autoria da pastora Fátima Bauerfeldt)



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo